Maracugina

O nosso website utiliza cookies para lhe identificar e aprimorar a sua experiência de navegação.
Alguns cookies são necessários, outros são utilitários, analíticos ou de marketing. Ao continuar navegando, você concorda com os termos da nossa Política de Cookies.

Ansiedade

O que é ansiedade?

É um conjunto de sintomas e sensações que se manifestam diante de alguns acontecimentos do dia a dia. É uma resposta automática do organismo, quase como um reflexo, a situações que despertem apreensão, expectativa e medo do que está por vir, do futuro. É normal sentir-se ansioso diante de algumas situações. Mas passa a ser preocupante quando é sentida de forma intensa, chegando ao ponto de comprometer o desempenho e a saúde emocional do indivíduo. 3

QUAIS SÃO
as causas?

Vésperas de datas importantes, falar em público, entrevista de emprego e estar em locais onde não se conhece ninguém são apenas alguns exemplos que podem gerar ansiedade. Por isso, é essencial descobrir se a ansiedade é útil ou prejudicial, adequada ou inadequada e se está associada ou não a algum transtorno psíquico. Quando a ansiedade é prejudicial, é preciso entender se ela está associada a algum problema de saúde, como o hipertireoidismo e outros desequilíbrios hormonais. Em caso negativo, é importante descobrir se ela é a causa de comportamentos inadequados ou exagerados para entender se faz parte de algum quadro de transtorno, como as fobias e o TOC (transtorno obsessivo compulsivo). 3

E OS
Sintomas?

Há dois tipos de sintomas, os físicos e os psíquicos. Veja alguns exemplos:

Físicos

  • Úlceras gástricas_
  • Problemas cardiovasculares_
  • Enxaqueca_
  • Transtornos alimentares_
  • Dores e espasmos musculares_

Psíquicos3

  • _Irritabilidade
  • _Insônia
  • _Agitação
  • _Sensação de falta de controle
  • _Excesso de preocupações
  • _Medo

Referência bibliográfica: 1. Bernik V, et al. Estresse, depressão e ansiedade. RBM Neuropsiquiatria 2011;68(3):4-6. 2. Margis R, et al. Relação entre estressores, estresse e ansiedade. Rev Psiquiatr Rio Gd Sul 2003;25(Suppl 1):65-74. 3. Takei EH, Schivoletto S. Ansiedade. RBM. 2000;57(7):655-68.

Maracugina PI.  Passiflora incarnata L. Indicações: para o tratamento da ansiedade leve, como estados de irritabilidade, agitação nervosa, tratamento de insônia e desordens da ansiedade. Comprimido revestido 260mg. MS 1.7817.0850. Comprimido Revestido 840mg. 1.7817.0878.008-1. Solução Oral 90mg/mL. MS. 1.7817.0850.006-0. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Referências bibliográficas: 1. Miroddi M, et al. Passiflora incarnata L.: ethnopharmacology, clinical application, safety and evaluation of clinical trials. J Ethnopharmacol. 2013;150(3):791-804. 2. Laranjeira CA. O Contexto Organizacional e a Experiência de Estress: uma Perspectiva Integrativa. Rev Salud Pública (Bogotá). 2009;11(1):123-33. 3. Bernik V, Lopes KV. Estresse, depressão e ansiedade. RBM Neuropsiquiatria 2011;68(3). 4. Dhawan K, Dhawan S, Sharma A. Passiflora: a review update. J Ethnopharmacol. 2004;94(1):1-23. 5. Margis R, et al. Relação entre estressores, estresse e ansiedade. Rev. Psiquiatr. Rio Gd. Sul 2003;25(Suppl 1): 65-74. 6. Herbal Medicine: Expanded Commission E Monographs. Integrative Medicine Communications, 2000. p. 293-296. Novembro/2020.